terça-feira, 30 de setembro de 2008

Primeira Unidade de Hemodiálise em Díli

Está a ser treinado pessoal médico e de enfermagem para assegurar o funcionamento da primeira unidade de hemodiálise no Hospital Nacional Guido Valadares. A primeira em todo o Timor. As duas primeiras máquinas de hemodiálise vão ser instaladas, ainda este ano, no mês de Dezembro.

É um verdadeiro milagre para os doentes hemodializados timorenses. Porque há apenas um ano esses doentes ou morriam ou iam tratar-se a Bali, Indonésia, com o dinheiro do seu próprio bolso. Só os menos pobres é que tinham acesso ao tratamento especializado de nefrologia e às máquinas de hemodiálise no estrangeiro. À sua própria custa. Sem nenhuma intervenção e ajuda do Estado. Isto foi há um ano. Quando a Fretilin Maputo e Mari Alkatiri ainda eram todo poderosos em Timor.

Agora, enquanto se aguarda a instalação e funcionamento das duas máquinas, em Dezembro, o actual governo enviou e está a enviar os doentes que necessitam de hemodiálise a Bali, sendo a sua estadia e tratamento pagos pelo Estado timorense.

sábado, 27 de setembro de 2008

Marcha da Paz, fiasco ou sucesso?

Um dos organizadores da dita "Marcha da Paz" alkatiriana confidenciou que estão a encontrar alguma dificuldade em mobilizar gentes lorosae para esta projectada marcha. E se encontram alguma resistência das gentes que costumavam ser-lhes muito fiéis (e que costumavam obedecer a voz do dono), então, estão a encontrar sérias dificuldades em mobilizar as gentes loromonu. Por isso, pelos meus cálculos, se conseguirem convencer umas mil e quinhentas pessoas para a dita "marcha" alkatiriana, em Outubro, já se dão por satisfeitos. Mas, posso também estar enganado!

O que Alkatiri afirmou aos meios de comunicação social timorense de que irão conseguir mobilizar cinquenta mil para a sua "marcha" é fruto de delírio.

Mesmo no 'verão quente' de 2006 só conseguiram juntar umas três mil das cem mil inicialmente prometidas para marcharem sobre Díli quanto mais agora que a população está tranquila nos seus distritos, sub-distritos, sucos, aldeias e bairros.

E mesmo esses três mil, chegando a Díli, deram vivas a Xanana!

Ruak, o próximo inquirido?

Ruak nada tem a esconder pela sua acção na crise de 2006. E nada a temer da justiça. A sua audição irá ajudar a revelar a verdade sobre a responsabilidade de Mari Alkatiri e Rogério Lobato na deserção de cerca de seiscentos soldados das F-FDTL, reduzindo as forças da defesa a apenas setecentos homens (o núcleo duro, quase todos veteranos da Resistência) e no fortalecimento exagerado da PNTL em homens (cerca de três mil), em armamento pesado (que nem as F-FDTL dispunham) e em treino (de ranger de um batalhão).

Consta em alguns círculos políticos de Díli que o objectivo dessas duas personalidades (e também dos seus restantes camaradas) era decapitar, em primeiro lugar, a chefia das F-FDTL, para abrir caminho à limpeza de todos os políticos que se lhes fazem frente a começar por Xanana. E quando viram que a polícia com a qual contava se desmoronou como baralho de cartas e vendo que quem controlava o terreno eram os homens de Ruak, com receio que as armas das F-FDTL se virassem contra eles, pediram a intervenção da Austrália e de outros países da região, levando a carta já redigida e assinada (por Lu-Olo e Alkatiri) ao Presidente da República solicitando-lhe que colocasse também a sua assinatura.

sexta-feira, 26 de setembro de 2008

Unidade Móvel de Estomatologia de Baucau (2)

A chefe da equipa desta unidade móvel é uma médica dentista timorense formada em Portugal e que prescindiu de uma vida confortável em Lisboa ou numa outra cidade portuguesa, regressando ao seu país natal para ajudar os seus concidadãos timorenses.

Mais uma vez encontro sérias dificuldades em publicar fotos no meu blogue, assim as prometidas fotos são novamente adiadas. Contudo, não resisto em informar-vos que na viatura da referida unidade móvel está estampada também a bandeira portuguesa. Penso que seja uma doação da solidariedade lusa.

quinta-feira, 25 de setembro de 2008

Unidade Móvel de Estomatologia de Baucau

Fiz várias tentaivas para publicar duas fotografias de uma viatura de unidade móvel de estomatologia da Diocese de Baucau, mas os meus esforços saíram infrutíferos. Parei de insistir na publicação das fotos para ilustrar o meu pequeno texto. Por isso, vai apenas o texto.

Uma das especialidades médicas que falta em Timor é a estomatologia. Pelo facto, há imensas pessoas, jovens e idosas, desdentadas.

Outra especialidade ainda em falta também é a oftalmologia. Por isso, é muito raro cruzarmos, nas ruas de Díli, com jovens que trazem óculos de falta de vista.

Assim, os menos pobres viajam até a Indonésia para conseguir uma simples consulta ao dentista como ao 'oculista'.

sábado, 20 de setembro de 2008

Carlos Reis, o professor missionário


Um grande português da estirpe dos portugueses do século XVI encontra-se em Timor desde o ano de 2000 a ajudar a reintroduzir a língua portuguesa. Foi professor de língua portuguesa contratado pelo Ministério da Educação português até o ano de 2002, não tendo sido reconduzido porque, entretando, se alteraram as regras de concurso pela tutela com o fito de afastar os docentes contestatários que fizeram algumas greves em Díli, no Bairro nº 1 da Cooperação portuguesa, por discordarem da política do ensino de portugês seguida pelos senhores da então Missão Portuguesa.

Regressou a Timor, por sua conta e risco, em finais de Agosto de 2002, passando a residir em Manatuto como um qualquer timorense, partilhando com eles todas as dificuldades e contrariedades da vida. Nesta vila, fundou a única biblioteca existente com a contribuição de particulares em livros e em outros materiais didácticos. Promove nas instalações da biblioteca eventos ligados à difusão da língua portuguesa e dá aulas de português a jovens e crianças.

Todas estas louváveis actividades não foram (são?) apoiadas pela Embaixada Portuguesa de Díli.

Um à parte: Os medíocres, quando ocupam cargos em que podem decidir, detestam o mérito, têm inveja dos bons e mordem a canela dos melhores.

Conhecendo o bom trabalho desenvolvido por este grande português, o então chefe do Departamento de Língua Portuguesa, da Faculdade de Ciências da Educação, Universidade Nacional de Timor Lorosa'e, propôs, em documento escrito, ao Instituto Camões contratá-lo para leccionar no Curso de Licenciatura de Língua Portuguesa e Culturas Lusófonas. Houve alguma renitência em convidá-lo, mas ao fim de alguns meses de meditação e reflexão (e feito o exame de consciência) decidiu, em Novembro de 2004, contratá-lo. E em Agosto deste ano de 2008, a actual chefe do Departamento de Língua Portuguesa / Instituto Camões propôs a sua não recondução, ou melhor, propôs o seu despedimento, embora o leitorado continuar a necessitar de um docente para leccionar a cadeira de Língua Portuguesa, Gestão Escolar e outras então a cargo deste professor. É incompreensível!

Apesar de tudo este professor continua em Timor.

Está agora a trabalhar num grande projecto para o re-implantação de língua portuguesa em Timor: fundar uma escola exclusivamente leccionada em português desde o ensino primário. A começar com uma turma. Com um único professor. E com a prata da casa: ele próprio, Carlos Reis. Numas instalações incendiadas pelos indonésios em 1999, que vão ser arranjadas com o dinheiro do seu próprio bolso, suas magras economias.

Faço um apelo aos meus leitores (professores, arquitectos, autarcas e outros profissionais) para ajudarem a erguer a projectada escola, dentro das suas possibilidades.

Deixo aqui o seu contacto:

Viva a Língua Portuguesa.

Abaixo os medíocres e prepotentes.

quinta-feira, 18 de setembro de 2008

Suspensão de cinco directores gerais por suspeita de corrupção


Um dos directores suspensos é suspeito de desvio de fundos afectos à instituição de que é responsável e de venda de viaturas do Estado à sua guarda para proveito próprio. Consta que o director em causa é casado com uma familiar do ex-PM Alkatiri e converteu-se ao islamismo para melhor aceder à manjedoura do então 'Estado alkatiriano'!

terça-feira, 16 de setembro de 2008

Biblioteca itinerante infanto-juvenil





Nas minhas férias em Díli, descobri que as crianças deslocadas gostam de ler e realizar actividades lúdico-didácticas. E descobri também que há uma biblioteca itinerante - com o apoio da Espanha - que vai uma vez por semana, com duas animadoras, a cada um dos acampamentos sobrantes dos deslocados internos para facultar livros e animar os jogos didácticos às crianças.

segunda-feira, 15 de setembro de 2008

Está a demorar a substituição de Manuel Abrantes na Embaixada de Lisboa!

Manuel Abrantes não está a exercer bem a sua função de embaixador em Lisboa.

Está a trabalhar mais como comissário político do seu partido Fretilin em Lisboa.

Deve ser substituído sem demora.

domingo, 14 de setembro de 2008

Marcha da Paz à la Alkatiri

A programada Marcha da Paz fretiliniana para Outubro vai ser um fiasco. Ou pode não ser! Pelas informações a que tive acesso irão participar, por distrito, umas dezenas de manifestantes a desfilarem frente ao Palácio do Governo, cada distrito a sua vez, por vários dias seguidos. Uma autêntica provocação.

Se é fogo que Alkatiri pretende lançar com essas marchinhas da paz, então terá também a sua devida resposta: apagaremos o fogo alkatiriano com um fogo ainda mais forte e intenso.

sexta-feira, 12 de setembro de 2008

Abílio Araújo nas últimas eleições legislativas


Abílio Araújo num cartaz do PNT nas eleições de 30 de Junho de 2007.

Consta em Díli que Abílio Araújo teria sido abordado pela Fretilin para regressar ao seu antigo partido, mas teria declinado o convite.

quarta-feira, 10 de setembro de 2008

Um conceito de líder

«O líder, por outro lado, aparece mais ligado à criatividade e à inovação, com um perfil comportamental mais imprevisível, emotivo e intuitivo, preocupado mais em transformar a realidade do que em mantê-la ou em adaptar-se a ela, procurando sistematicamente entusiasmar as pessoas na adesão aos vários projectos, apresentando perspectivas de actuação e de desenvolvimento organizacional mais a longo prazo.»

(Costa, J. 2000)

Os dez mandamentos dos líderes

1º Procurar oportunidades
2º Experimentar e arriscar
3º Perspectivar o futuro
4º Mobilizar os outros
5º Promover a colaboração
6º Atribuir poder aos outros
7º Dar o exemplo
8º Encorajar o empenhamento
9º Reconhecer o contributo individual
10º Celebrar os sucessos

(Kouses&Posner, 1990)

segunda-feira, 8 de setembro de 2008

Um ministro teria mandado calar Xanana!?

Chegado a Lisboa, depois de quase um mês de férias em Díli e nas montanhas do Timor profundo, contaram-me um episódio bizarro (porque simplesmente uma mentira), o de um ministro que teria mandado calar o próprio Primeiro-ministro, Xanana Gusmão, num Conselho de Ministros.

A minha primeira reacção - como a de qualquer cidadão racional em qualquer parte do mundo - é dizer que é pura mentira, um boato, porque se este pretenso episódio se suceder em qualquer país do mundo o respectivo primeiro-ministro teria mandado o seu ministro arrumar as botas, fazer a trouxa e regressar à casa. Conhecendo quem se trata, Xanana Gusmão, é o que ele faria se algum dos seus ministros tentar levantar a crista, ou até por muito menos: Meu menino, faz as malas e vai-te embora!

Fretilin: reorganização do partido?

A Fretilin está a proceder a limpeza dos ficheiros, dando baixa a milhares dos seus ex-militantes que desertaram para outros partidos após a votação de "barço no ar" que deu vitória a Mari Alkatiri. Estavam inscritos neste partido até aquela farsa de eleições de "braço no ar" 250 mil (!) militantes. Neste momento devem restar apenas uns míseros 30 mil. E é já com muita sorte!

Alguns dos seus mais destacados dirigentes partiram para as suas respectivas regiões de origem ou regiões a fins com o objectivo de fazer um diagnóstico preciso da situação do partido in situ e ao mesmo tempo fazer a reinscrição dos militantes remanescentes, a fim de se poder ter a certeza do número exacto dos seus seguidores.

Marcha da Paz em Outubro (2)

Um anónimo deixou um comentário sobre a postagem «Marcha da Paz em Outubro»:

«Marcha da paz????

Timor está calmo e sereno, que mais paz é que querem??

O que querem é mais confusão. [Se] Alkatiri está a organizar deve [ser] responsabilizar [responsabilizado] se daí sair mais violência.

A brincadeira já está a passar dos limites.

Se a violência voltar a Timor devem pedir-lhe as devidas responsabilidades e que se lixe se ele disser "eu não sei de nada".

Não se pode brincar com as vidas do povo.»

Os sonhos de 50 - 100 anos do reinado da Fretilin

Um anónimo deixou o seu comentário sobre à postagem «Inflação de bandeiras da Fretilin»:

«A multiplicação das bandeiras da Fretilin deve ser a solução que os senhores do grupo de Maputo encontraram para disfarçar, camuflar e compensar o verdadeiro êxodo que registaram nas suas fileiras nas últimas eleicões.

A queda para metade dos votos atingidos anteriormente deve ter sido bastante traumático para os senhores que diziam que a Fretilin ia governar 50-100 anos.

Freud teria uma explicação melhor para este tipo de comportamento.

Hehehe.»

domingo, 7 de setembro de 2008

Inflação de bandeiras da Fretilin




O valor de uma bandeira é como o das moedas: a inflação é sinal da desvalorização de uma moeda ou é sinal de escassez de um determinado produto. Assim, a proliferação das bandeiras fretilinas é sinal de escassez de militantes e simpatizantes, gastando por isso mais bandeiras para se fazer valer.

Bairro dos veteranos da guerra da libertação



Este é o complexo do bairro dos veteranos, construído pelo pelo governo de Xanana, em Manatuto, destinado a antigos guerrilheiros sem meios próprios de subsistência devido ao longo tempo passado nas montanhas de armas na mão na defesa da Pátria.

sábado, 6 de setembro de 2008

Comemorações de 20 de Agosto (3)

Chegada do Presidente da República, José Manuel Ramos Horta, para presidir às comemorações.
O Presidente do Parlamento Nacional, Fernando Araújo Lasama. O Primeiro-ministro, Xanana Gusmão.
O Chefe do Estado Maior General das Forças Armadas, Matan Ruak.

Comemorações de 20 de Agosto (2)



As mulheres-soldado do protocolo do Estado.

Comemorações de 20 de Agosto





Tropas em parada e o comandante de reserva da parada das comemorações de 20 de Agosto (para substituir o efectivo na eventualidade de este sofrer de uma doença súbita ou desmaiar devido ao calor).

Liceu Dr. Francisco Machado


Este era o liceu onde estudaram quase todos os políticos timorenses da 1ª geração (1974/75), de entre os quais alguns ainda no activo, que têm ajudado a estabilizar ou a desestabilizar politicamente o país, cujo último gesto é a crise de Maio 2005.

Durante todo o dia do atentado de 11 de Fevereiro nenhum destes helicópteros australianos levantou voo para controlar os movimentos dos insurrectos.


Estaria alguma mão dos amigos do sul por detrás deste atentado?

quinta-feira, 4 de setembro de 2008

Crise de 2006: rumores da instauração de ditadura militar

Ainda em plena crise política de 2006, um jornalista australiano questionou o general Ruak sobre os rumores que então corriam em Díli relativa a uma alegada instauração de ditadura militar em Timor, uma vez que Ruak e seus homens controlavam completamente o terreno militar, pondo em debandada os cerca de 3.500 polícias de Rogério Lobato nos decisivos dias de combate de 23, 24 e 25 de Maio. Ao que o general Ruak respondeu o seguinte: «Se eu quiser posso transformar-me num Musharaf de Timor: posso meter uns tantos na prisão, hoje; mas, o que interessa isso se daqui a uns dois anos outros farão o mesmo comigo: encarcer-me-ão, por sua vez, numa cadeia. E o ciclo de golpes e contra-golpes pode nunca vir a quebrar-se. Para mim o melhor sistema político para promover a paz e progresso é a democracia. Por isso, esses rumores não têm qualquer fundamento.»

quarta-feira, 3 de setembro de 2008

Manuel Abrantes, embaixador?

Manuel Abrantes, embaixador de Timor-Leste acreditado em Portugal, está a representar mal o Estado timorense. Está a agir mais como representante da Fretilin que embaixador da RDTL. Não recebe com dignidade de Estado alguns ministros do actual governo presidido por Xanana Gusmão nomeadamente Emília Pires e José Luís Guterres, nem o Vice-presidente do Parlamento Nacional, Vicente Guterres, nas suas deslocações a Lisboa. É urgente a sua substituição imediata neste importante posto diplomático de Lisboa.

Uma delegação do parlamento timorense chega hoje a Lisboa.

Alkatiri ausente nas comemorações de 20 de Agosto

Estive a assistir, entre a população de Díli, frente ao Palácio do Governo, às comemorações de 20 de Agosto presididas pelo Presidente Horta.

Não consegui vislumbrar o Secretário-geral da Fretilin, Mari Alkatiri, entre os presentes na tribuna de honra. Estavam presentes apenas Roque Rodrigues e esposa e Ana Pessoa (muito bem vestida de um soberbo tais feto).

Consta em Díli que Alkatiri tem andado pelo mundo a angariar apoios para as próximas eleições antecipadas de 2012.

Encontro político com Rogério Lobato

Um proeminente dirigente da Fretilin encontrou-se há cerca de duas semanas, em Bali, com Rogério Lobato.

Desconheço o conteúdo da agenda desta reunião entre os dois dirigentes da Fretilin.

terça-feira, 2 de setembro de 2008

Marcha da Paz em Outubro

A Fretilin de Alkatiri vai convocar uma Marcha da Paz em Outubro. Será um teste à popularidade e capacidade de mobilização da Fretilin.

Na minha opinião, Alkatiri não irá conseguir mobilizar nem um milhar para esta manifestação. Fico à espera para ver a banda passar.