quinta-feira, 30 de abril de 2009

L'État, c'est moi!

O Partido Socialista de Sócrates utilizou imagens de alunos e professores de uma escola pública no seu tempo de antena, recorrendo a canais do Estado - no caso vertente do Ministério da Educação - para induzir em erro pais, alunos e direcção da Escola do Castelo de Vide, convencidos que a encenação e captação de imagens seriam apenas para publicitar o 'famoso' computador Magalhães, obrigando o seu Secretário-Geral a escrever a cada um dos encarregados da educação dos actores involuntários da propaganda socialista a pedir desculpa pelo abuso. Pois, tratou-se de um abuso indesculpável em qualquer democracia: confundir o partido com o Estado e o Estado com o partido. Mesmo que esse partido tenha a maioria absoluta para governar.

terça-feira, 28 de abril de 2009

Nuno Álvares Pereira, o Galaaz

NUNO ÁLVARES PEREIRA
Que auréola te cerca?
É a espada que, volteando,
Faz que o ar alto perca
Seu azul negro e brando.

Mas que espada é que, erguida,
Faz esse halo no céu?´
É Excalibur, a ungida,
Que o Rei Artur te deu.

'Sperança consumada,
S. Portugal em ser,
Ergue a luz da tua espada
Para a estrada se ver!

Fernando Pessoa

Este é o poema que Fernando Pessoa dedica a Nuno Álvares Pereira - apresentado-o como Galaaz, o escolhido para empunhar o Excalibur -, na sua única obra publicada em vida, Mensagem, na qual transparece o seu ideal patriótico, messiánico-sebastianista e regenerador para Portugal. É a versão moderna de Os Lusíadas, de Luís de Camões.

domingo, 26 de abril de 2009

Chefe militar português canonizado

O Condestável D. Nuno Álvares Pereira (1360-1435), herói da independência de Portugal, foi elevado às honras do altar pelo Papa Bento XVI, hoje, passado quase um século da sua beatificação. D. Nuno já era considerado santo pelo povo desde a sua morte. Desde então se fez diligência junto da Santa Sé para a sua beatificação e canonização, tendo encontrado obstáculos vários junto do Vaticano - crê-se que por influência da Castela - para o processo não avançar. Apenas em fins do século XVIII - quatro séculos após a sua morte - se reconstituiu o 'processo', tendo o Frei Nuno de Santa Maria sido beatificado em 1910. Finalmente, hoje, aos vinte e seis dias do mês de Abril do ano de dois mil e nove, D. Nuno Álvares Pereira foi canonizado Santo.

Luís da Camões enaltece os feitos bélicos de D. Nuno e realça a sua grande devoção a Deus no seu poema épico Os Lusíadas. Na estrofe 12, Canto I, Camões apresenta D. Nuno Álvares Pereira como um dos heróis portugueses cujos feitos merecem ser cantados: "Por este vos darei um Nuno fero, / Que fez ao Rei e ao Reino tal serviço". Relativamente à batalha de Aljubarrota, na qual o agora Santo mostrou todo o seu génio militar e a sua forte convicção religiosa ao desbarratar o numeroso exército castelhano, sendo os efectivos da tropa portuguesa em desvantagem numérica, Camões dedica-lhe algumas estrofes no Canto VIII:

Estrofe 29

Olha: por seu conselho e ousadia,
De Deus guiada só e de santa estrela,
Só, pode o que impossibil parecia:
Vencer o povo ingente de Castela.
Vês, por indústria, esforço e valentia,
Outro estrago e vitória, clara e bela,
Na gente, assi feroz como infinita,
Que entre o Tarteso e Guadiana habita?

Estrofe 30
Mas não vês quase já desbaratado
O poder Lusitano, pela ausência
Do Capitão devoto, que, apartado,
Orando invoca a suma e trina Essência?
Vê-lo com pressa já dos seus achado,
Que lhe dizem que falta resistência
Contra poder tamanho, e que viesse
Por que consigo esforço aos fracos desse.

Estrofe 31
Mas olha com que santa confiança,
Que inda não era tempo, respondia,
Como que tinha em Deus a segurança
Da vitória que logo lhe daria.
Assi Pompílio, ouvindo que a possança
Dos immigos a terra lhe corria,
A quem lhe a dura nova estava dando,
«Pois eu (responde) estou sacrificando.»

Estofe 32
Se quem com tanto esforço em Deus se atreve
Ouvir quiseres como se nomeia,
Português Cipião chamar-se deve;
Mas mais de Dom Nuno Álvares se arreia,
Ditosa Pátria que tal filho teve!
Mas antes, pai; que, enquanto o Sol rodeia
Este globo de Ceres e Neptuno,
Sempre suspirará por tal aluno.

quinta-feira, 23 de abril de 2009

Simone fã de Xanana Gusmão

Simone de Oliveira confessou que António Lobo Antunes e Xanana Gusmão são as duas personalidades 'vivas' que mais admira. E que foi uma honra apertar a mão a Xanana Gusmão, afirmou, hoje, num programa televisivo da SIC, esta famosa actriz e cantora portuguesa.

terça-feira, 21 de abril de 2009

Anulação de 'observação de aulas' e dos OI

A reunião que tivemos ontem deu alguns resultados positivos imediatos: as minhas colegas entregaram esta manhã nos serviços administrativos da escola o requerimento para anular os documentos da solicitação de 'observação de aulas' e de entrega dos 'objectivos individuais'.

segunda-feira, 20 de abril de 2009

20 de Abril: consulta sindical

Decorreu, hoje, na minha escola, uma reunião sindical para auscultar a opinião dos professores sobre novas formas de luta, no terceiro período, para continuar a pressionar o governo socialista a fim de acabar com a actual divisão da carreira docente em duas categorias e negociar um outro modelo de avaliação e de Estrutura da Carreira Docente.

Os professores são de opinião que se deve intensificar a luta neste último trimestre, tanto mais que se avizinham três eleições (europeias, autárquicas e legislativas), a fim de passar uma mensagem clara à opinião pública da destruição da Escola Pública por esta equipa do Ministério da Educação para que esta nossa luta tenha reflexo no resultado nos próximos três actos eleitorais. Porque uma maioria relativa parlamentar a sustentar um próximo governo já não terá a veleidade de impor políticas educativas sem negociar com outros partidos (oposição incluída) e com os sindicatos dos professores. Pois, o que se tem verificado é que a actual maioria absoluta de José Sócrates apenas tem realizado simulacro de negociações, desde o início do seu mandato, com os sindicatos: finge que dialoga, mas impõe; cede num ponto, mas retira de outro; alicia para dividir (simplex 1 e 2, ausência de quotas e redução de tempo de serviço exigido para acesso à categoria de professor titular); pressiona e ameaça para vergar (entrega dos OI e consequência nos concursos).

Depois desta reunião, alguns dos professores já vinculados a um dos quadros, que entregaram os chamados ‘Objectivos Individuais’ e que solicitaram aulas observadas, decidiram ponderar requerer a anulação dos referidos documentos.

No fim da discussão sobre a modalidade de luta (greve ou manifestação), todos os professores presentes concordaram que se deve realizar manifestações regionais, em cada capital de distrito, em Maio, num dia de semana (de preferência 5ª feira, porque à 6º feira os docentes deslocados regressam às respectivas terras, por isso não vão poder participar na manif), ao fim do dia e à mesma hora.

sexta-feira, 17 de abril de 2009

Um pouco de poesia (3): Hoje até as pedras choram!

'Roubei' este poema do meu velho amigo 'Zé da Lábia' publicado pelo próprio na caixa de comentário do blogue TLN (http://www. timorlorosaenacao.blogspot.com). Faltam acentos às palavras porque o seu autor vive no país do Cruzeiro do Sul.

Hoje ate as pedras choram!

Hoje ate as pedras choram
Choram de alegria
Porque sustentaram o peso
De tao heroicos aswains
De uma Nacao

Nacao que e nossa
Que temos de nos orgulhar
Que temos de acarinhar
Como uma mae
Acarinha o seu rebento

Hoje e dia de repensar
Se nao e tempo de acabar
Com as insignificantes diferencas
Que nos atropelam
Que em nada nos dignificam

Porque as almas dos que partiram
E que nao puderam presenciar
Aquele momento euforico de 1999
Merecem o nosso respeito
Para podermos sermos dignos

De uma Nacao
Onde ate as pedras disseram N A O
Ao violento invasor
Do nosso querido Timor

Ze da Labia
17/04/09

17 de Abril de 2009 21:55

terça-feira, 14 de abril de 2009

14 de Abril: Dia Mundial do Café

Hoje, 14 de Abril, é o Dia Mundial do Café.

O café Timor era (é?) considerado um dos melhores cafés do mundo. Destaca-se, de entre outras qualidades importantes do café timor para os apreciadores deste néctar, o seu aroma. Antes de aparecer no mercado (em Timor, claro!) o café moído na fábrica, esta bebida estimulante era integralmente preparada em casa, passando por três fases: fritura à seco (sem óleo ou azeite, mas pode-se-lhe juntar uma ou outra colherada de manteiga para apurar o aroma), moagem e decantação, num coador de pano. O aroma sente-se, até pelas vizinhanças, com particular intensidade durante a fritura dos grãos - e realçado este cheiro aromático e convidativo para um saboroso e estimulante sorvo deste nectar dos deuses (roubei este qualificativo maia do chocolate) quando acrescentado uma colherada de manteiga Butter, dizem os mais velhos. A manteiga Butter era um produto australiano que se vendia muito em Timor até à invasão indonésia.

Há um lote de café timor que é muito mais caro que qualquer outro, mesmo produzido pelo mesmo pé do cafeeiro. É o café laco (laku, em tétum). Este grão é consumido pelo laco - o único marsupial timorense - para apenas digerir a polpa saborosa e sumarente do café, logo um fruto bem maduro, fermentado no estômago do bicho, logo sujeito a acção de ácido estomacal, mais tarde expulso em forma fezes pelo animal e recolhido pelos agricultores. Por isso, nas regiões onde existem plantações de café os lacos não são caçados, como acontece no distrito de Lautém (onde não se encontra nem um pé sequer de caféeiro).

O café é o segundo maior produto de exportação de Timor. Todos os timorenses se orgulham deste seu produto. Mas não é um produto nativo. Foi introduzido, em fins do século XIX e princípios do século XX, pelo governador português Celestino Silva, que tinha como cognome, O Rei de Timor. Dizem que a SAPT - Sociedade Agrícola Pátria e Trabalho era fundada por O Rei de Timor. Consta que Celestino Silva deixou também a sua semente através de uma princesa timorense para além da semente de café da qual os timorenses tanto se orgulha. Assim, os seus descendentes podem reclamar a herança (plantações de café e imóvel da SAPT) deste visionário governador que estão neste momento na posse do Estado e de alguns particulares. A SAPT era propreitária de plantações de café em Ermera, dizem.

sábado, 11 de abril de 2009

Paulo Remédios indigitado PGR Adjunto?!

Paulo Remédios, que fora advogado de Rogério Lobato no processo de distribuição de armas a civis na crise político-militar de 2006, poderá vir a ser nomeado PGR Adjunto para coadjuvar Ana Pessoa na Procuradoria Geral da República. Consta nos círculos políticos de Díli que esta hipotética indigitação é da exclusiva iniciativa do Presidente Horta. Recorde-se que se encontram ainda pendentes ou em plena investigação alguns dos processos muito sensíveis relacionados com a crise de 2006, e que a actual PGR, enquanto alto quadro político da Fretilin, naquele período conturbado, era igualmente responsável pela deterioração da situação político-militar de então.

sexta-feira, 10 de abril de 2009

Xanana a caminho de Cuba

O Primeiro-ministro timorense está a caminho de Cuba para uma visita oficial ao país do El-Comandante Fidel Castro, segundo informação - de fonte não oficial - a que tive acesso, hoje, esta manhã.

Fiz algumas diligências, entretanto, mas nenhum dos meus contactos confirma está informação. No entanto, um deles adiantou que é bem possível esta viagem, pois estava já agendada uma visita oficial de Xanana Gusmão a Cuba ainda este ano para a assinatura (ratificação?) de dois protocolos de cooperação cubano-timorense nas áreas de saúde e de alfabetização de adultos.

Uma outra informação já confirmada, de fonte oficial, diz que o Presidente do Parlamento Nacional, Fernando de Araújo Lasama, irá a Cuba em visita oficial, em Junho, a convite do seu homólogo cubano.

terça-feira, 7 de abril de 2009

5º aniversário da cooperação médica cubana

Celebrado aniversário da brigada médica cubana em Timor-Leste

HAVANA, Cuba, 06 abr (ACN) - O 5º aniversário da brigada médica cubana que presta serviços em Timor-Leste foi marcado por autoridades sanitárias daquele país do sudeste asiático.

Cuban News Agency

Agapito da Silva, Ministro [?] da Saúde do país, destacou os esforços da missão médica cubana, bem como a presença de mais de 230 especialistas do setor provenientes da ilha, relata jornal Granma.

O funcionário disse que os especialistas cubanos desfrutam de grande prestígio e seus peritos são muito valorizados nas comunidades e instalações onde prestam os seus serviços. Hoje há 27 médicos fazendo trabalho de campo.

Da Silva agradeceu ao governo e ao povo cubanos pela colaboração que ele descreveu como humanitária e solidária.

Por sua parte, Ramón Hernández Vázquez, embaixador cubano em Timor-Leste, disse que ao longo dos últimos cinco anos um total de 534 médicos e outros especialistas da saúde têm trabalhado nesse país e 45 por cento das consultas foram feitas nos lares dos pacientes.

Hernández disse que os membros da brigada realizaram 27.000 operações, trouxeram ao mundo 23.315 crianças, além de salvarem 12.616 vidas.

Por outra parte, o pessoal médico cubano trabalha na formação 168 médicos, através de um novo método de ensino ligado a centros de atenção primária.

Agência Cubana de Notícias
www.cubanoticias.ain.cu / ainportugues@ain.cu

O meu comentário: Nas minhas férias do último verão tive a necessidade de recorrer aos serviços de urgência médica do Hospital Guido Valadares e assim pude testemunhar in loco e experimentar na pele a qualidade dos serviços médicos prestada aos doentes por uma equipa médica cubana. Naquele turno - eram cerca de 22:00 horas - estavam escalados um médico e um enfermeiro cubanos (para além de um médico e duas enfermeiras timorenses). O atendimento pelo clínico cubano foi rápido e o diagnóstico correcto (não pensem que eu sou médico ou enfermeiro), pois passada uma hora o efeito positivo da administração medicamentosa fez-se sentir. Fiquei espantado com o bom domínio do tétum - pois as perguntas aos doentes foram em tétum - do referido médico.

segunda-feira, 6 de abril de 2009

Educação: cinco reflexões de Medina Carreira

1. «A educação em Portugal é um crime de "lesa-juventude". Com a fantasia do ensino dito "inclusivo", têm lá uma data de gente que não quer estudar, que não faz nada, não fará nada, nem deixa ninguém estudar. Para que é que serve estar lá gente que não quer estudar? Claro que o pessoal que não quer estudar está lá a atrapalhar a vida àqueles que querem estudar. Mas é inclusiva.... O que é inclusiva? É para formar tontos? Analfabetos?»

2. «Os exames são uma vergonha. Você acredita que num ano a média de Matemática é 10, e no outro ano é 14? Acha que o pessoal melhorou desta maneira? Por conseguinte a única coisa que posso dizer é que é mentira! Está-se a levar a juventude para um beco sem saída. Esta juventude vai ser completamente desgraçada! »

3. «Há dias circulava na Internet uma notícia sobre um atleta olímpico que andou numa "nova oportunidade" uns meses, fez o 12ºano e agora vai seguir Medicina. Quer dizer, o homem andava aí distraído, disseram[-lhe]: "meta-se nas novas oportunidades". E agora entra em Medicina... Bem, quando ele acabar o curso já eu não devo cá andar, felizmente, mas quem vai apanhar esse atleta olímpico com este tipo de preparação... Quer dizer, isto é tudo uma trafulhice.»

4. «Ainda há dias eu estava num supermercado, numa bicha para pagar. E estava uma rapariga de umbigo de fora com umas garrafas, e em vez de multiplicar "6x3=18", contava com os dedos: 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9... Isto é ensino?! É falta de ensino! É uma treta! É o futuro que está em causa!»

5. «Isto da avaliação dos professores não é começar por lado nenhum. Eu já disse à Ministra uma vez: "A senhora tem uma agenda errada". Porque sem pôr disciplina na escola, não lhe interessa os professores. Quer grandes professores? Eu também. Agora, para quê? Chegam lá os meninos, fazem o que lhes dá na cabeça, insultam, batem, partem a carteira e não acontece coisa nenhuma. Vale a pena ter lá o grande professor? Ele não está para aturar aquilo... Portanto tem que haver uma agenda para a Educação. Eu sou contra a autonomia das escolas. Isso é descentralizar a "bandalheira"!»

Dando voz aos comentaristas (5): Ainda Ana Pessoa

A Ana Pessoa deu recentemente uma entrevista sobre a sua nova posicao e as palavras sao todas doces mas

"O diabo" esta nas entrelinhas. As vezes as palavras traem os pensamentos.

Vejamos:

Diz a Dra Ana Pessoa que "A Fretilin não ganha procuradores...sublinhou Ana Pessoa.

É reducionista dizer que o partido perde. É entendimento da Fretilin que uma das áreas do Estado que tem de ser reforçada é a da justiça. Daí que tenhamos decidido que valia a pena aceitar o cargo, que não é dos mais levezinhos que se possa receber agora. É um fardo pesado", salientou Ana Pessoa."

Afinal de contas quem foi que decidiu e quem foi que aceitou o cargo?

A Ana Pessoa ou a Fretilin?

Mais a frente num momento de maior lucidez e do que e' politicamente correcto, possivelmente consciente da traicao das palavras sobre o pensamento, a Aninhas decide esclarecer melhor o dito anterior e diz:

"Quando fui contactada pelo Presidente da República no sentido de saber da minha disponibilidade, falei com o partido, mas esta é em primeiro lugar uma decisão minha", afirmou ainda Ana Pessoa.

Afinal como e' Dra Ana? Decidiu (singular) ou decidiram (plural)??

Tem a certeza que a Fretilin nao ganhou um procurador?

Espero bem que nao!!

Vou ficar atento na antecipacao de verificar que o meu cepticismo e' injustificavel.

Parabens e boa sorte.

24 de Março de 2009 14:37