segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013

Uma lufada de ar fresco no Parlamento Nacional

Não tenho tido tempo, devido a afazeres profissionais, para seguir a todas as discussões - na generalidade e na especialidade - transmitidas pela televisão da proposta do OGE para 2013, mas das poucas sessões a que assiti, sobretudo as de hoje, 18 de fevereiro, que ainda estão decorrer, nesta tarde chuvosa, deu para ver que a presença de Mari Alkatiri, Secretário-geral da Fretilin, o partido da Oposição, constitui uma lufada de ar fresco na política timorense nestes dez anos de independência plena do país. Deu para perceber que a postura de Mari é de um pastor muito atento a marcha do seu rebanho, não deixando que algumas das suas ovelhas habitualmente ronhosas se desviem da meta traçada. Tanto assim que nas votações na especialidade dos vários ministérios apenas o da Agricultura passou com 48 votos; todos os demais, até às 18:00h, passaram com perto de 60 ou mais votos. Deu para perceber também que a Fretilin, relativamente a este orçamento de Estado, está colocar o interesse nacional acima dos interesses partidários e  quezílias pessoais, focando as suas forças e energias para melhorar este orçamento em sede da 'comissão eventual', ajudando a agilizar em muito os trabalhos no Plenário.